sexta-feira, 4 de março de 2011

O espaço

Música: "Youth gone wild"
Artista: Hellsongs
Informações: myspace.com/hellsongs


Hellsongs - Youth Gone Wild by Etedesco

Há pedaços inteligíveis no meu diário. Releio as páginas e ainda não entendo algumas frases. Mal escritas, mal interpretadas, mal contadas. Mas como consertar o garrancho e enfim ler palavras inteligíveis?

Penso em apagar, mas não é a saída. Equívocos, inevitavelmente estão ali eternizados. Erros, não um errante e por isso que constantemente retorno às palavras grosseiras para entender aquelas passagens obscuras. É uma escrita rápida, ora com letras garrafais, ora minúsculas. Tudo se confunde com a inconstância das entrelinhas.

Há ainda as páginas em branco. O nada absoluto, mas repleto de subjetividade. O que os olhos não lêem a memória idealiza. Idealiza linhas bem escritas, com palavras fantásticas. Idealiza o que não quis ali escrever outrora. Porque não existem momentos nulos, eu sei. Foram apenas ocultados, mas nunca não vividos.

Retorno àquelas páginas mal escritas. Releio, não entendo, forço a vista e enfim percebo. Não são erros, apenas palavras a serem descodificadas. De certa forma, com ou sem propósito, a história foi contada propositalmente ilegível. Talvez faça sentido na próxima vez que revisar o diário. Talvez entenda com outra luz.

3 comentários:

  1. Que saudade dos seus textos!Objetivos e cheios de significações. "O que os olhos não lêem a memória idealiza" pra mim essa é a frase síntese do texto, criamos todos os dias essas idealizações esse recanto seguro que abriga nossas motivações mais honestas. o caminho que iremos percorrer já sabemos qual é, apenas temos que decifrá-lo de nós mesmos Bom já divaguei demais rsrsr Muito bom, continue escrevendo.
    Bjos, Thais.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Muito lindo seu texto!

    ResponderExcluir